photo_2016-11-04_13-53-53

Hostels – Conheça as melhores opções dessa moradia em Vancouver!

Para quem anda com o orçamento um pouco apertado é realmente difícil achar opções de moradia que lhe sirvam bem e ao mesmo tempo sejam acessíveis, principalmente se considerarmos os viajantes, que, por quererem aproveitar ao máximo suas viagens, tentam diminuir seus gastos ao máximo. Completando essa necessidade vieram os hostels, os quais têm ganhado bastante popularidade nos últimos anos que chegaram para ficar!

Read more

CAROUSEL-Canada20203

5 dicas para quem planeja viajar para o Canadá

Visitar ou mudar de país é sempre uma aventura e nunca estamos realmente preparados para enfrentar as diferenças climáticas e culturais. Há uma série de truques e informações básicas que podem ajudá-lo a se sentir a vontade mais rapidamente. Neste artigo vamos ver 5 dicas para quem está planejando uma viagem ao Canadá e assim se preparar para aproveitar ao máximo essa experiência.

 

Vestuário

O Canadá, em geral, tem um clima muito frio, mas dependendo da região que você visitar não precisará se preocupar com roupas de inverno. Quebec tem um clima continental, onde os verões são muito quentes e os invernos muito frios. Toronto também tem um clima continental úmido e neva bastante. Vancouver, no entanto, tem o clima a mais suave entre as grandes cidades do Canadá, uma média de 23 graus no verão e cerca de 5 graus no inverno, porém, chuvas frequentes.

O verão no Canadá é muito agradável e você deve tomar os mesmos cuidados como no verão brasileiro, não esquecendo o protetor solar e de manter-se hidratado; Mas, não se esqueça de um casaco e uma capa de chuva para as zonas montanhosas, aonde o calor não chega a ser forte. O Inverno, bem diferente do nosso, requer cuidados com acessórios e casacos próprios para neve. Não se esqueça de luvas, cachecol, meias de grossa e botas a prova d’agua.

sleigh-ride-winter

Como aproveitar as estações

O Canadá é o destino ideal para os amantes de esportes de inverno. Existem inúmeras possibilidades de lazer nos meses frios e sempre há muitas atividades e eventos programados. Na primavera a temperatura é mais agradável e, além disso, ainda há neve nas montanhas para que se aproveite ao máximo suas atividades preferidas. Além disso, a caminhada é uma das atividades mais populares, principalmente na região de Vancouver durante o verão. No outono tudo se torna colorido, árvores começam a obter uma tonalidade avermelhada que fazem uma simples caminhada nas montanhas um show memorável.

image7

Cuidados com a saúde

O Canadá não exige qualquer vacina especial para entrar no país, mas autoridades de saúde geralmente aconselham a vacina da gripe no inverno, pois é muito comum em climas muito frios. Alguns medicamentos só podem ser obtidos com prescrição médica, por isso é aconselhável levar medicamentos que normalmente usaria para dores de cabeça, problemas de estômago, resfriados, etc…

É extremamente necessário obter um seguro médico internacional durante a sua permanência no país. Caso contrário, se tiver qualquer problema de saúde, mesmo que emergencial ou não, terá de pagar um valor muito alto por atendimento médico.

 

Plugues

A corrente elétrica canadense é de 100 volts a 60 Hz. O que você não deve esquecer é o adaptador de energia, já que no Canadá são usados pinos chatos. É melhor comprar no Brasil para evitar surpresas, mas muitas lojas e supermercados canadenses vendem adaptadores universais.

ss417

Horário comercial

Shopping centers normalmente abrem suas portas das 9h30 às 20/21h. Fins de semana fecham em torno das 17h.

As lojas abrem por volta das 9h30 até as 18 horas, exceto aos domingos, que geralmente ficam fechadas.

O horário de funcionamento dos bancos é de 9h30-16h30 de segunda a sexta-feira e algumas agências abrem aos sábados e domingos das 12h às 16h.

Restaurantes servem o almoço entre 11h30 e 14h30 e jantar entre 17h e 21hr. Existem muitos estabelecimentos abertos 24 horas, onde você também pode comprar alimentos e outros produtos.

 

Esperamos que essas pequenas dicas te ajudem na hora de planejar sua viagem. Fique ligado para mais informações e curiosidades sobre esse lindo país.

shutterstock_248838679

Seattle, um passeio que você não pode perder.

Seattle é a maior cidade do estado de Washington, no noroeste dos Estados Unidos da América. É o lugar perfeito para visitar por alguns dias e descobrir os encantos que o mesmo tem a oferecer além, é claro, de fazer compras.

Mas, você não está indo para Seattle apenas para ir às compras, por isso aqui você tem alguns dos mais belos locais que não podem faltar no seu itinerário!

 

Downtown Seattle

Pike Place Market

Aberto todo o ano, este é o ícone de Seattle – já que é cheio de iguarias. Corredores de reluzentes frutas e legumes, barracas que transbordam flores, e todos os tipos de jóias, roupas e presentes. É também um ótimo lugar para desfrutar de muitos bons restaurantes.

 

Seattle Art Museums

O Museu de Arte de Seattle (SAM) tem colecionáveis, bem como exposições itinerantes. O Asian Art Museum de Seattle, em Volunteer Park, tem coleções notáveis de China, Coreia, e arte do Sudeste Asiático. Sua coleção de arte japonesa é um dos mais ilustres fora do Japão. O Olympic Sculpture Park está aberto todo o ano e dispõe de esculturas de artistas como Richard Serra, Alexander Calder, Mark di Suvero e Louise Bourgeois.

 

International District

Formado por várias culturas asiáticas que se estabeleceram nesta parte da cidade ao longo dos últimos 100 anos, tornou-se uma das comunidades mais diversificadas e vibrantes de Seattle. Hoje, o bairro está prosperando com uma variedade de restaurantes asiáticos, inúmeras lojas que vendem de tudo, desde peixe fresco a ervas tradicionais e festivais culturais.

 

Pioneer Square

Ele é conhecido como o “primeiro bairro”, um lugar histórico conhecido por sua arquitetura neorrenascentista, a primeira arte indígena, vida noturna, deliciosos restaurantes e lojas bem peculiares.

 

Kerry Park

É o lugar ideal para tirar fotos belíssimas de Seattle. É a lembrança perfeita, de uma paisagem que inclui Space Needle, Elliott Bay e uma vista fantástica do Monte Rainier.

 

Seattle Central Library

A Seattle Central Library é, além de uma biblioteca funcional, uma obra arquitetônica. Cerca de 10.000 painéis de vidro fundido com mais de 4.5 toneladas de aço tornam este edifício sustentável um interessante ponto turístico.

shutterstock_106824677

 

Seattle Waterfront

Seattle Waterfront

Possui dezenas de ruelas, docas e lojas. É sempre um ótimo lugar para relaxar e desfrutar um dia ensolarado.

 

Washington State Ferries

É a maior dos EUA, que tem mais de 23 milhões de passageiros por ano a bordo de 28 embarcações que operam a partir de 20 terminais. As rotas oferecem vistas panorâmicas do horizonte de Seattle e do porto.

 

Seattle Aquarium

Descubra todo o universo marinho da cidade, em um aquário de 120.000 litros com a fauna local. Você pode aproveitar um dos 3 shows diários.

shutterstock_294603257

Lake Union

Um dos tesouros de Seattle é seu enorme e belo lago, localizado exatamente no centro da cidade, e não há melhor maneira de aproveitar as belezas de Lake Union como em um caiaque ou um passeio de hidroavião. Depois pode visitar o Museu de História e Indústria (MOHAI)

 

Seattle Center

Suba a bordo do Seattle Center Monorail para os dois minutos mais intensos de sua vida, visite o icônico Space Needle. Se for um amante da arte, o EMP Museum ou Chihuly Garden and Glass. Se o que você gosta é a natureza, Pacific Science Center, para apreciar a fauna e flora da região, e para os amantes da dança e Ballet, o Pacific Northwest Ballet é uma obrigação.

 

Points Beyond

The Museum of Flight

Um dos melhores museus da aviação no país está aqui. Mais de 150 artefatos históricos estão em exibição o ano todo.

Woodland Park Zoo

É o lugar para ir se você quiser um vislumbre da fauna exótica. Todos os tipos de especies raras, e não importa que tipo de animal você é louco para ver, aqui você vai encontrar.

shutterstock_189817595

Texto por Sergio Ballestin/ Karina Lima

shutterstock_84899965

Vancouver, paraíso dos atletas.

Verão ou inverno? Praia ou montanha? Essas são perguntas que muitos não sabem responder. Ter ambos no mesmo pacote é um luxo que podemos desfrutar em poucos lugares no mundo, por isso, se você é uma dessas pessoas, você está no lugar certo, definitivamente, Vancouver é o seu lugar ideal para viver.

Veja as atividades que podemos aproveitar neste paraíso.

Atividades de Inverno nos arredores de Vancouver

Esqui e Snowboard: Próximo a Vancouver existem três lugares para praticar esses esportes, a menos de uma hora de distância do centro da cidade, Cypress Mountain, Grouse Mountain e Mount Seymour. Se você é já pratica esses esportes e procura desafios maiores, em apenas duas horas você chega a Whistler, o maior resort de esqui na América do Norte e sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2010.

Patinação no gelo: Existem 8 quadras cobertas na cidade, além de uma pista ao ar livre fabulosa em Grouse Mountain. Todos eles oferecem aluguel de equipamento.

Esportes Aquáticos – Verão

Canoagem: Você pode encontrar várias empresas que oferecem aluguel de canoas para se aventurar nas águas de Vancouver.

Vela: English Bay Bay é o lugar ideal para este tipo de esporte.

Natação: Existem praias fantásticas em Vancouver e distritos vizinhos. Durante o inverno, você pode aproveitar o Centro Aquático Vancouver para manter a forma, onde você vai encontrar piscinas cobertas, piscina de mergulho e spa.

Mergulho: Várias empresas oferecem cursos e excursões para apreciar a vida marinha.

 

Caminhadas e escaladas

As montanhas que frequentamos para deslizar no inverno, usamos para caminhar ou escalar durante o verão. Além disso, existem dois centros cobertos para essas atividades, Cliffhanger Vancouver e The Edge Climbing Centre.

 Corrida e ciclismo

Vancouver é ideal para a prática destes esportes tão populares, praias e parques lindos tornam essas atividades em belos passeios. Recomendamos English Bay e Stanley Park.

shutterstock_126440402

Texto por Sergio Ballestin/Karina Lima

Ambleside 3

West Vancouver – 4 lugares incríveis para se aproveitar o verão

 West Vancouver – 4 lugares incríveis para se aproveitar o verão

Horseshoe Bay 2

Texto: Carina Iani de Barros

Foto: Gabriel Barros

Se você não conhece ainda West Vancouver, não sabe o que está perdendo!!! A cidade localizada ao lado de North Vancouver não é somente famosa pelas suas casas milionárias com vistas maravilhosas da Burrard inlet, a cidade também reúne atrações incríveis para se curtir no verão. Então, resolvi listar 4 dos meus lugares preferidos em West Vancouver e que você não pode deixar de conhecer:

Horseshoe Bay Village – é uma vila super charmosa aonde fica localizado o terminal de embarque e desembarque da BC Ferry. Horseshoe Bay possui ruazinhas de comércio com lojinhas bem charmosas, cafés e restaurantes ótimos para aproveitar bem o dia. Por lá, você também encontra um parque bem de frente a praia com playground para as crianças, ótima estrutura de picnic e churrasco. Vale super à pena conhecer.

Horseshoe Bay 1

 

Whitcliff Park – Na minha opinião, esse é um dos parque mais lindos daqui! Além de ter uma estrutura completíssima para aproveitar o verão, a praia é linda, o complexo do parque no geral é muito bem estruturado e bonito. Enfim, muito agradável para passar o dia todo por lá.

Whitecliff 1

Whitecliff2

 

 

Ligthhouse Park – o Lighthouse park é ideal para quem gosta de conciliar um bom picnic, hiking e uma bela paisagem. Possui uma vista do farol que dá um clima de pintura.

 

Lighthouse park 1

 

 

Ambleside Park – se você estiver procurando um lugar para recreação que seja completo, o Ambleside é o seu parque. Além de ter um estrutura completíssima para churrasco e picnic, o parque ainda possui praia, praia para cachorro, quadras de tenis, campo de futebol, baiseball, trilhas, etc. Além disso, dá para andar de bike, de patins, e deixar a criançada bem distraída nos parquinhos, e tudo isso com uma vista maravilhosa de Vancouver.

 

 

Ambleside 1

Ambleside 2

 

 

 

Photo Profile (1)Carina Barros, trocou a  caótica São Paulo pela qualidade de vida de Vancouver em 2012. Quando não está louca por conta das provas e trabalhos da faculdade, ela se dedica ao que mais ama,  viajar, explorar Vancouver e arredores e claro compartilhar suas experiências em seu blog pessoal o www.outsidebrazil.com.

 

Vancouver Header

10 atrações que você não pode deixar de visitar em Vancouver

10 atrações que você não pode deixar de visitar em Vancouver

Por: Carina Barros

Fotos: Gabriel Barros

 

 

Para você que acabou de chegar em Vancouver  e ainda está confuso(a)  por causa do Jetleg, após mais ou menos 18 horas de vôo, e não tem a menor idéia de por onde começar a curtir essa cidade linda, anote essas super dicas e “bora-lá” curtir as principais atrações de Vancouver.

Stanley Park – é o maior parque urbano do Canadá e o terceiro maior da América do Norte. O parque compreende floresta nativa, lago, cachoeira… é um óasis em meio a cidade! A dica aqui é alugar uma bike, andar pelo famoso Sea Wall e explorar o que o parque tem de melhor.

StanleyPark 1

Grouse Montain – Sem dúvida a melhor vista da cidade de Vancouver! Grouse é uma das montanhas de North Vancouver localizada entre a Cypress e o Mount Seymour e é o principal point de ski da cidade. No verão, as atrações são: Lumberjack Show, o habitat de ursos e a famosa trilha conhecida como the Grouse Grid sendo 2.9 km de hiking. Já no inverno a Grouse é uma das estações de Ski mais badaladas por aqui e possui super fácil acesso com ônibus saíndo direto da Lonsdale Quay (terminal de ônibus em North Vancouver). Além de tudo isso, quando estiver visitando a montanha, não deixe de ir ao restaurante The Observatory e curtir um jantar maravilhoso com um vista expetacular.

End: 6400 Nancy Greene Way, North Vancouver, BC V7R 4K9

Grouse Mountain

Habour Centre – é o terceiro arranha-céu mais alto da cidade, possuindo cerca de 160 metros de altura, e você pode chegar a cúpula através de elevadores panôramicos e lá em cima desfrutar de uma vista de 360 graus de uma das cidades mais belas do mundo. E já que você está no Habour Centre, aproveite para ir ao restaurante Top of Vancouver e não perca a oportunidade de um jantar ou almoço no topo de Vancouver.

End: 555 W Hastings St, Vancouver, BC V6B 4N4

Lookout

Gastown –  Foi onde Vancouver começou, então, prepare-se para conhecer um lugar com um clima antigo e ao mesmo tempo alternativo. Ao longo da rua Water é possível encontrar as melhores lojas de suvenires, cafés super charmosos, pubs e restaurantes super convidativos, além de uma arquitetura do século passado e o Steam Clock, o marco do início da cidade de Vancouver.

 

Granville Island – Famosa ilha as margens da baía de False Creek, abriga o maior e principal mercado público de Vancouver, além dos mais famosos restaurantes de frutos do mar, inúmeras lojas onde o principal foco é artesanato local, faculdade de artes além de teatro. Vale muito à pena conhecer. Ali você pode fazer um tour pela cervejaria Molson’s Brewery e conhecer o processo artesanal de fabricação além de desgustar essa típica cerveja canadense.

End: 1661 Duranleau Street, Vancouver, BC V6H 3S

Vancouver Aquarium – faz parte do complexo Stanley Park e é uma das maiores atrações turísticas de Vancouver sendo também um centro de investigação,  recuperação e reabilitação de animais marinhos. O Aquário é lindo e muito grande, as principais atrações são os shows da Beluga e dos Golfinhos. É um passeio que atrai o público em geral, mas principalmente crianças.

End: 845 Avison Way, Vancouver, BC V6G 3E2

Aqua1

Robson Street –  Aqui é o lugar para você se jogar nas compras! É o paraíso das consumistas de plantão. A rua e arredores concentram  grifes como: Hermès, Luis Vuitton, Zara, MAC, Victoria’s Secret entre outros nomes badalados, restaurantes estrelados e público jovem. Além também de ser endereço da Art Galerie, e Robson Square que no inverno abriga o mais famosos rink de patinação no gelo da cidade.

English Bay    é a praia mais popular e o pôr- do- sol mais assistido na cidade de Vancouver. Localizada em West End, próximo a Downtown, inicia-se no Stanley Park e compreende toda a margem até a baía de False Creek. É o destino favorito para corredores, ciclistas, patinadores entre outros fans de esportes ao ar livre e no verão é o palco do famoso festival das luzes (The Celebration of Light ).

English Bay

Kitsilano – Ou simplesmente Kits para os mais intímos, localizada em Vancouver West side, é uma praia para jovens, para sair e ser visto. Kits possui também quadra de volei e uma piscina pública muito popular no verão.

Kitsilano

Queen Elizabeth Park – Este é o segundo park mais visitado em Vancouver e possui alguns dos mais bonitos e conservados jardins do mundo, famoso também por ser o ponto mais alto de cidade  possuindo uma vista espetacular de downtown. O parque parece uma obra de arte. Vale cada minuto.

End: 4600 Cambie Street, Vancouver, BC V5Y 2M9

Queen Elizabeth Park

Profile

Photo Profile (1)Carina Barros, trocou a  caótica São Paulo pela qualidade de vida de Vancouver em 2012. Quando não está louca por conta das provas e trabalhos da faculdade, ela se dedica ao que mais ama,  viajar, explorar Vancouver e arredores e claro compartilhar suas experiências em seu blog pessoal o www.outsidebrazil.com.

Tim hortons

Sabores do Canadá

Sabores do Canadá

Por Carina Barros

Como sabemos o Canadá é um país formado por imigrantes, portanto é um pouco difícil achar coisas que são típicas daqui. Isso, porém não é impossível e eu resolvi pesquisar e listar aqui algumas comidinhas típicas canadenses que valem muito à pena você conhecer quando estiver estudando aqui nas terras do norte.

Poutine – É um prato típico por aqui, eles simplesmente adoram! É algo que não falta nos cardápios de pubs e restaurantes e tem até lugares especializados nessa especiaria.  A poutine tradicional contém batata frita, Gravy (um tipo de molho de carne comum por aqui) e queijo, porém pode-se acrescentar ingredientes como bacon, champignon, frango, pedaços de carne, entre outros. Esse prato canadense é originário de Quebec e surgiu por volta dos anos 50 e desde então caiu no gosto popular. Algum maluco olhou para a tradicional batata frita e pensou…ah isso aqui tá muito sem graça, vou pegar um molho de carne e queijo para ver se melhora!!! E pronto – ficou uma delícia!

Poutine

Maple Syrup  – É um xarope extraído da árvore Bordo (Maple tree) e é muito comum por aqui  tanto que  a folha dessa árvore estampa a bandeira do Canadá. A seiva do Maple era extraída inicialmente pelos primeiros povos que habitavam essa região e foi incorporada pelos europeus que aqui chegaram, estes refinaram e aperfeiçoaram o produto. Hoje em dia o maior produtor de Maple Syrup no Canadá é a provincia de Quebec. O Maple Syrup é usado na preparação de doces, pratos salgados, carne, defumados, enfim, em  quase tudo. O xarope puro é muito comum no acompanhamento de panquecas (wafles) no café da manhã, tem sorvete, bolo, bebida alcoólica, ou seja, é uma verdadeira paixão nacional.

maplesyrup

Tim Houtons – é uma rede de cafés que é febre nacional, quase toda esquina tem um!!! Acho que deve ter até mais que Starbucks… É quase impossível encontrar um canadense sem um copo de café na mão, e mais impossível ainda esse café não ser do Tim Hortons! Sim eles amam o Tim Hortons! Meus professores na escola de Inglês sempre chegavam de manhã com um copinho de café do Tim Hortons e seus deliciosos donuts.

Tim hortons

Nanaimo Bars – é a sobremesa preferida dos Canadenses e, confesso que eu também ADORO! É um doce em 3 barras sendo a base de uma camada mais crocante, um creme branco na segunda camada e chocolate na terceira! Aconselho vocês a provar essa iguaria, é divina e super fácil de achar por aqui.

Nanaimo-Bar

Beaver Tails – na tradução literal o nome pode parecer estranho e a única semelhança com um rabo de castor é o formato, o Beaver Tails é um doce feito com uma massa frita e é rechado com cremes de vários sabores. A rede nasceu em Ontário em 1978 e hoje é super famosa por aqui, ah sem contar que é uma delícia.

Beaver Tails

Butter Tart – é uma tortinha bem tradicional nas famílias canadenses, sabe aqueles receitas que vão passando de mãe para filha?! É uma combinação de manteiga, açúcar, pecans, ovos… é uma delícia…yumy yumy…

ButterTarts

Não deixe de experimentar quando estiver por aqui, isso vai deixar o seu intercâmbio muito mais saboroso e não tem nada mais gostoso do que depois lembrar de um lugar não somente pelas lindas paisagens, mas também pelos seu sabores!

Photo Profile (1)Carina Barros, trocou a  caótica São Paulo pela qualidade de vida de Vancouver em 2012, quando não está louca por conta das provas e trabalhos da faculdade, ela se dedica ao que mais ama,  viajar, explorar Vancouver e arredores e claro compartilhar suas experiências em seu blog pessoal o www.outsidebrazil.com.

MOA12

Museum of Anthropology MOA

Museum of Anthropology MOA

Por Carina Barros

Fotos: Gabriel Barros

O MOA (Museum of Anthropology) fica localizado no complexo da Universidade UBC (University of British Columbia) e reúne uma coleção incrível de itens que contam a história das First Nations, os primeiros povos da América do Norte, e mais precisamente as primeiras civilizações que habitaram o Canada. O MOA também reúne várias exposições ao longo do ano e mais de 38 mil objetos étnicos vindos de todas as partes do mundo e em torno de 535 mil objetos arqueológicos. Outro grando plus que o MOA tem é a sua bela arquetetura!

O grande destaque do museu é sem dúvida a escultura The Raven and the Fisrt Man, que expressa a lenda da civilização Haida sobre a criação do homem.

MOA1

 

Outro destaque são os fragmentos de Totens também da civilização Haida e de outras que habitavam essa região.

MOA2

MOA3

 

 

 

 

 

 

MOA4

 

MOA5

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O acervo reune peças do final do século XIX e XX assim como peças contemporâneas, contendo também itens de civilizações Chinesas, africanas, da Oceania e  América do Sul.

MOA6

MOA7

 

 

 

 

 

 

 

 

MOA8

MOA9

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O “Museum of Anthropology”  de Vancouver é um importante ponto turístico e é uma visita que vale muito à pena fazer durante a sua passagem pela cidade. É um lugar onde você pode encontrar História, conhecimento e muita cultura, sendo também um pólo de estudos e pesquisas,  pois reúne muitos estudiosos , pesquisadores e curiosos. Seu acervo é muito rico e visualmente impressionante.  o Museu também contém uma pequena amostra de cerâmicas da Europa, cerca de 600 peças que traduzem um pouco dos costumes das famílias européias dos séculos XIX.

MOA10

MOA11

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Informações:

End: 6393 NW Marine Drive, Vancouver

Tickets
Adultos: $16.75
Estudantes & Idosos 65+ :$14.50
Familia: $44.75
De terça-feira entre 5-9pm o valor é de $9
Children 6 and under: Free

Profile

Photo Profile (1)Carina Barros, trocou a  caótica São Paulo pela qualidade de vida de Vancouver em 2012, quando não está louca por conta das provas e trabalhos da faculdade, ela se dedica ao que mais ama,  viajar, explorar Vancouver e arredores e claro compartilhar suas experiências em seu blog pessoal o www.outsidebrazil.com.

IMG_1529 (1)

20 motivos que fazem de Vancouver uma cidade especial.

2

Texto de Carina Barros

Fotos: Gabriel Barros

Antes de escolher Vancouver para fazer o meu intercâmbio, várias coisas se passavam pela minha cabeça. Dúvidas do tipo: como será o transporte público? Se a cidade era segura ou não. Se iria sofrer algum tipo de preconceito. Se as pessoas eram educadas e tinham paciência para lidar com quem não falava inglês direito…sei-lá, tantas coisas passam na nossa cabeça em uma hora dessas. E hoje, depois de 2 anos e meio morando em Vancouver, posso falar com um pouco mais de propriedade sobre essa cidade linda! Por isso resolvi listar 20 motivos que fazem de Vancouver  uma cidade especial.

 

 

  1. Tenho uma sensação de segurança incrível aqui, posso andar nas ruas e em transporte público com o meu celular, Ipad, Ipod…etc, tranquilamente. Vancouver é uma cidade segura, claro que possui ocorrências e crimes acontecem, mas no geral é uma cidade super segura.
  2. Todos usam o transporte público, ricos e pobres…trabalhadores, empresários e executivos..enfim, é usado por todos.
  3. Trabalho é trabalho, é digno! Serviços são valorizados, prestadores de serviços fazem bem o seu trabalho e são bem pagos por isso. Por essa razão o filho do mecânico, do zelador, vai estudar na mesma escolar que o filho do engenheiro, do médico…ambos moram na mesma vizinhança e dirigem os mesmo tipos de carro. Não existe um abismo social.
  4. Os idosos tem uma vida ativa, praticam esportes, dirigem, andam de transporte público pra cima e pra baixo, todos os lugares possuem acessibilidade, o que é bom pra idosos e pessoas portadoras de deficiência. Quando cheguei aqui me lembro de pensar…nossa vejo tantas pessoas em cadeira de rodas pelas ruas e não via no Brasil, ai depois reparei na facilidade que eles tem pra circular  e de ir para qualquer lugar… Cheguei à conclusão de que não é aqui que tem muitos, é que aqui eles tem condições de ir e vir pra qualquer lugar. Cadeirantes, mulheres com carrinhos de criança e outras pessoas com limitações físicas podem andar nas ruas sem dificuldade e pegar ônibus ou metrô.
  5. Muita gente leva marmita para o trabalho e isso não é vergonha nenhuma. Aqui em Vancouver muita gente prefere uma alimentação mais saudável e por isso levam comida de casa.
  6. Raramente ouço cachorro latir, e olha que aqui tem muitos cachorros, Vancouver é uma das cidades mais Pet Friendly do Canadá.
  7. Posso sentar para almoçar ou simplesmente passar um tempo em qualquer parque/praça pública da cidade e não serei assaltada, e esses lugares possuem um ambiente bem familiar.
  8. Playground de crianças ficam em parques públicos e não em condomínios fechados! Que aliás, não existem aqui.
  9. Os vizinhos são silenciosos, e ninguém anda nas ruas com o som do carro no último.
  10. As pessoas sabem realmente para o que serve um fone de ouvido!
  11. Não importa a sua roupa e o seu estilo de se vestir, você será bem vindo em qualquer lugar e ninguém irá te julgar por isso.
  12. Felizmente nunca vi crianças pedindo dinheiro pelas ruas, ficava muito triste com isso no Brasil.
  13. Respeito no trânsito a gente vê por aqui e pedestres tem prioridade…simples assim!
  14. Bom dia, dá licença, desculpa e obrigada – são palavras básicas, e que as pessoas usam, isso não é fantástico?!?!?!
  15. Todos são tratados com respeito, não importa a cor, a opção sexual ou nacionalidade.
  16. Não tem cachorros e gatos abandonados nas ruas.
  17. Você não será um SEMI DEUS se for médico, vice-presidente, CEO, Juiz e político, as leis se aplicarão pra você também e você será tratado como qualquer trabalhador e vai possuir os mesmo direitos e deveres.
  18. Policiais e bombeiros amam o que fazem, são valorizados, respeitados e reconhecidos. Portanto nem tente subornar um policial e/ou dar carteirada, você provavelmente irá ser preso. Ah, nunca vi um policial mal educado e também nunca senti medo deles. Eles realmente servem a população!
  19. Trabalho voluntário, as pessoas o fazem sem esperar nada em troca e o fazem porque realmente acreditam que isso faz deles um ser humano melhor, acreditam que a sociedade será melhor se todos se doarem um pouco.
  20. Em caso de emergência a polícia /resgate /bombeiro, chegam imediatamente, e isso faz toda a diferença entre a vida e a morte.

Claro que não exite um lugar perfeito, aqui também existem problemas, mas posso dizer que os problemas são infinitamente menores do que do lugar de onde eu vim. E olha que nesse artigo eu nem citei as belezas naturais de Vancouver! Eu sei que paraíso não existe, porém considero Vancouver o mais perto que posso chegar de lá!

 

Untitled_2                      IMG_1529 (1)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Profile

Carina Barros, trocou a  caótica de São Paulo pela qualidade de vida de Vancouver em 2012, quando não está louca por conta das provas e trabalhos da faculdade, ela se dedica ao que mais ama,  viajar, explorar Vancouver e arredores e claro compartilhar suas experiências em seu blog pessoal o www.outsidebrazil.com não deixe de conhecer acessar o blog tem dicas valiosas sobre Vancouver.Photo Profile (1)

 

sin

First thing to do with a Work Permit: Social Insurance Number

You landed in Canada full of energy, ideas and a work permit in your hand, it’s time to get your Social Insurance Number and be ready to look for a job.

The Social Insurance Number (SIN) is a nine-digit number that you need to work in Canada or to have access to government programs and benefits. In order to get it, Service Canada requires individuals to apply in-person. You will need to bring your original work permit, passport and a mail address in Canada. The SIN Number can be issued in less than 15 minutes, if all your documents are ok.

You can look for a Service Canada Office near to your home in the following link:

http://www.servicecanada.gc.ca/cgi-bin/sc-srch.cgi?app=hme&ln=eng

Good luck in your way to get a job!