Fogos English  3

Celebration of Light

Celebration of Light

Texto: Carina Iani de Barros

Foto:  Gabriel Barros

 

Todos os anos, no final de julho e início de Agosto, acontece aqui em Vancouver a Celebration of Light. Esse  é o principal evento do verão e a queima de fogos mais esperada do ano, porque pra quem espera fogos na virada do ano pode esquecer…..nada acontece, é frustante! Mas, para compensar tem o Celebration of lights que é uma grande competição de fogos (fireworks) entre 3 países.  Este ano o evento estará ainda mais especial porque dentre os competidores está o Brasil. Os países concorrentes serão:  China, Brasil e Canadá e acontecerão respectivamente nos dias  25, 30 de Julho e 1 de agosto.  O evento é bem grande e praticamente a cidade toda se desloca para as praia de English Bay e Kitislano para assistir a queima, é  imperdível e totalmente free.

 

Fogos English 2

No ano passado eu consegui assistir apenas 2 dias e cada dia de uma praia diferente. O primeiro dia na English Bay, que é no olho do furacão, a queima ocorre a partir de uma balsa e essa balsa fica de frente para a English Bay, então quem consegue um bom lugar nessa praia consegue ver a queima bem de perto. Aviso: tem que chegar muito cedo!

Fogos english 1

Fogos English  3

 

A segunda queima eu vi da praia de Kitislano e achei muito mais tranquila, e apesar de estar um pouquinho mais longe eu achei que vale super à pena. Acesse o site: http://hondacelebrationoflight.com/ para mais informações sobre o evento.

Fogos_kits 1

Fogos kits 2

 

 

 

Carina Barros, trocou a  caótica São Paulo pela qualidade de vida de Vancouver em 2012. Quando não está louca por conta das provas e trabalhos da faculdade, ela se dedica ao que mais ama,  viajar, explorar Vancouver e arredores e claro compartilhar suas experiências em seu blog pessoal o www.outsidebrazil.com.

 

 

 

Canada day 1

Canada Day

Canada Day

canada_leaf

Texto: Carina Iani de Barros

Todos os anos no dia 1 de julho milhares  de canadenses saem as ruas para expressar seu amor por esse lindo país e é sem dúvida o dia mais patriota do ano! As cores do Canadá são vistas em todos os lugares e a bandeira carregada de todas as formas pelo povo, seja nos óculos,  camisetas, pintadas nos rostos, enfim, todo mundo dá um jeito de vestir as cores dessa pátria. Durante o principal evento, que é a Canada Day Parade, povos de todas as partes do mundo desfilam, povos esses que ajudaram a formar o Canadá de hoje, e várias comunidades querem mostrar seus costumes e trajes típicos misturados com a folha de Maple vermelha da bandeira canadense e isso simboliza o quanto o Canadá fez por eles e o quanto eles fizeram pelo Canadá!  Ao longo do dia várias atrações acontecem  em Downtown, Granville Island, West Vancouver e North Vancouver, porém a festa maior se concentra em Downtown.  Várias ruas são fechadas para dar livre acesso aos pedestres, tem vários food trucks, artistas de rua, shows, etc…  Ao final, para fechar essa linda festa com chave de ouro, uma linda queima de fogos por cerca de 15 minutos que no ano passado reuniu cerca de 250 mil pessoas no Canada Place. É uma festa muito bonita e vale muito à pena participar.

 

Canada day 2

 

A Canada Day Parade em Vancouver apresenta mais de 60 grupos de performaces entre eles estão: bandas da policia e Polícia Montada. O desfile começa na Georgia St. com a  Broughton St., procedendo a leste sobre a Georgia e vira na Burrard St. terminando em West Pender St., não muito longe do Canada Place. O percurso do desfile é geralmente repleto de fileiras de espectadores agitando bandeiras, então se quiser assistir chegue cedo porque o evento é bem concorrido. O desfile começa às 19:00 e a queima de fogos está prevista para as 22:30 no Canada place.

Canada day 3

 

 

Canada day 4

 

 

Photo Profile (1)Carina Barros, trocou a  caótica São Paulo pela qualidade de vida de Vancouver em 2012. Quando não está louca por conta das provas e trabalhos da faculdade, ela se dedica ao que mais ama,  viajar, explorar Vancouver e arredores e claro compartilhar suas experiências em seu blog pessoal o www.outsidebrazil.com.

 

 

Ambleside 3

West Vancouver – 4 lugares incríveis para se aproveitar o verão

 West Vancouver – 4 lugares incríveis para se aproveitar o verão

Horseshoe Bay 2

Texto: Carina Iani de Barros

Foto: Gabriel Barros

Se você não conhece ainda West Vancouver, não sabe o que está perdendo!!! A cidade localizada ao lado de North Vancouver não é somente famosa pelas suas casas milionárias com vistas maravilhosas da Burrard inlet, a cidade também reúne atrações incríveis para se curtir no verão. Então, resolvi listar 4 dos meus lugares preferidos em West Vancouver e que você não pode deixar de conhecer:

Horseshoe Bay Village – é uma vila super charmosa aonde fica localizado o terminal de embarque e desembarque da BC Ferry. Horseshoe Bay possui ruazinhas de comércio com lojinhas bem charmosas, cafés e restaurantes ótimos para aproveitar bem o dia. Por lá, você também encontra um parque bem de frente a praia com playground para as crianças, ótima estrutura de picnic e churrasco. Vale super à pena conhecer.

Horseshoe Bay 1

 

Whitcliff Park – Na minha opinião, esse é um dos parque mais lindos daqui! Além de ter uma estrutura completíssima para aproveitar o verão, a praia é linda, o complexo do parque no geral é muito bem estruturado e bonito. Enfim, muito agradável para passar o dia todo por lá.

Whitecliff 1

Whitecliff2

 

 

Ligthhouse Park – o Lighthouse park é ideal para quem gosta de conciliar um bom picnic, hiking e uma bela paisagem. Possui uma vista do farol que dá um clima de pintura.

 

Lighthouse park 1

 

 

Ambleside Park – se você estiver procurando um lugar para recreação que seja completo, o Ambleside é o seu parque. Além de ter um estrutura completíssima para churrasco e picnic, o parque ainda possui praia, praia para cachorro, quadras de tenis, campo de futebol, baiseball, trilhas, etc. Além disso, dá para andar de bike, de patins, e deixar a criançada bem distraída nos parquinhos, e tudo isso com uma vista maravilhosa de Vancouver.

 

 

Ambleside 1

Ambleside 2

 

 

 

Photo Profile (1)Carina Barros, trocou a  caótica São Paulo pela qualidade de vida de Vancouver em 2012. Quando não está louca por conta das provas e trabalhos da faculdade, ela se dedica ao que mais ama,  viajar, explorar Vancouver e arredores e claro compartilhar suas experiências em seu blog pessoal o www.outsidebrazil.com.

 

Vancouver Header

10 atrações que você não pode deixar de visitar em Vancouver

10 atrações que você não pode deixar de visitar em Vancouver

Por: Carina Barros

Fotos: Gabriel Barros

 

 

Para você que acabou de chegar em Vancouver  e ainda está confuso(a)  por causa do Jetleg, após mais ou menos 18 horas de vôo, e não tem a menor idéia de por onde começar a curtir essa cidade linda, anote essas super dicas e “bora-lá” curtir as principais atrações de Vancouver.

Stanley Park – é o maior parque urbano do Canadá e o terceiro maior da América do Norte. O parque compreende floresta nativa, lago, cachoeira… é um óasis em meio a cidade! A dica aqui é alugar uma bike, andar pelo famoso Sea Wall e explorar o que o parque tem de melhor.

StanleyPark 1

Grouse Montain – Sem dúvida a melhor vista da cidade de Vancouver! Grouse é uma das montanhas de North Vancouver localizada entre a Cypress e o Mount Seymour e é o principal point de ski da cidade. No verão, as atrações são: Lumberjack Show, o habitat de ursos e a famosa trilha conhecida como the Grouse Grid sendo 2.9 km de hiking. Já no inverno a Grouse é uma das estações de Ski mais badaladas por aqui e possui super fácil acesso com ônibus saíndo direto da Lonsdale Quay (terminal de ônibus em North Vancouver). Além de tudo isso, quando estiver visitando a montanha, não deixe de ir ao restaurante The Observatory e curtir um jantar maravilhoso com um vista expetacular.

End: 6400 Nancy Greene Way, North Vancouver, BC V7R 4K9

Grouse Mountain

Habour Centre – é o terceiro arranha-céu mais alto da cidade, possuindo cerca de 160 metros de altura, e você pode chegar a cúpula através de elevadores panôramicos e lá em cima desfrutar de uma vista de 360 graus de uma das cidades mais belas do mundo. E já que você está no Habour Centre, aproveite para ir ao restaurante Top of Vancouver e não perca a oportunidade de um jantar ou almoço no topo de Vancouver.

End: 555 W Hastings St, Vancouver, BC V6B 4N4

Lookout

Gastown –  Foi onde Vancouver começou, então, prepare-se para conhecer um lugar com um clima antigo e ao mesmo tempo alternativo. Ao longo da rua Water é possível encontrar as melhores lojas de suvenires, cafés super charmosos, pubs e restaurantes super convidativos, além de uma arquitetura do século passado e o Steam Clock, o marco do início da cidade de Vancouver.

 

Granville Island – Famosa ilha as margens da baía de False Creek, abriga o maior e principal mercado público de Vancouver, além dos mais famosos restaurantes de frutos do mar, inúmeras lojas onde o principal foco é artesanato local, faculdade de artes além de teatro. Vale muito à pena conhecer. Ali você pode fazer um tour pela cervejaria Molson’s Brewery e conhecer o processo artesanal de fabricação além de desgustar essa típica cerveja canadense.

End: 1661 Duranleau Street, Vancouver, BC V6H 3S

Vancouver Aquarium – faz parte do complexo Stanley Park e é uma das maiores atrações turísticas de Vancouver sendo também um centro de investigação,  recuperação e reabilitação de animais marinhos. O Aquário é lindo e muito grande, as principais atrações são os shows da Beluga e dos Golfinhos. É um passeio que atrai o público em geral, mas principalmente crianças.

End: 845 Avison Way, Vancouver, BC V6G 3E2

Aqua1

Robson Street –  Aqui é o lugar para você se jogar nas compras! É o paraíso das consumistas de plantão. A rua e arredores concentram  grifes como: Hermès, Luis Vuitton, Zara, MAC, Victoria’s Secret entre outros nomes badalados, restaurantes estrelados e público jovem. Além também de ser endereço da Art Galerie, e Robson Square que no inverno abriga o mais famosos rink de patinação no gelo da cidade.

English Bay    é a praia mais popular e o pôr- do- sol mais assistido na cidade de Vancouver. Localizada em West End, próximo a Downtown, inicia-se no Stanley Park e compreende toda a margem até a baía de False Creek. É o destino favorito para corredores, ciclistas, patinadores entre outros fans de esportes ao ar livre e no verão é o palco do famoso festival das luzes (The Celebration of Light ).

English Bay

Kitsilano – Ou simplesmente Kits para os mais intímos, localizada em Vancouver West side, é uma praia para jovens, para sair e ser visto. Kits possui também quadra de volei e uma piscina pública muito popular no verão.

Kitsilano

Queen Elizabeth Park – Este é o segundo park mais visitado em Vancouver e possui alguns dos mais bonitos e conservados jardins do mundo, famoso também por ser o ponto mais alto de cidade  possuindo uma vista espetacular de downtown. O parque parece uma obra de arte. Vale cada minuto.

End: 4600 Cambie Street, Vancouver, BC V5Y 2M9

Queen Elizabeth Park

Profile

Photo Profile (1)Carina Barros, trocou a  caótica São Paulo pela qualidade de vida de Vancouver em 2012. Quando não está louca por conta das provas e trabalhos da faculdade, ela se dedica ao que mais ama,  viajar, explorar Vancouver e arredores e claro compartilhar suas experiências em seu blog pessoal o www.outsidebrazil.com.

Tim hortons

Sabores do Canadá

Sabores do Canadá

Por Carina Barros

Como sabemos o Canadá é um país formado por imigrantes, portanto é um pouco difícil achar coisas que são típicas daqui. Isso, porém não é impossível e eu resolvi pesquisar e listar aqui algumas comidinhas típicas canadenses que valem muito à pena você conhecer quando estiver estudando aqui nas terras do norte.

Poutine – É um prato típico por aqui, eles simplesmente adoram! É algo que não falta nos cardápios de pubs e restaurantes e tem até lugares especializados nessa especiaria.  A poutine tradicional contém batata frita, Gravy (um tipo de molho de carne comum por aqui) e queijo, porém pode-se acrescentar ingredientes como bacon, champignon, frango, pedaços de carne, entre outros. Esse prato canadense é originário de Quebec e surgiu por volta dos anos 50 e desde então caiu no gosto popular. Algum maluco olhou para a tradicional batata frita e pensou…ah isso aqui tá muito sem graça, vou pegar um molho de carne e queijo para ver se melhora!!! E pronto – ficou uma delícia!

Poutine

Maple Syrup  – É um xarope extraído da árvore Bordo (Maple tree) e é muito comum por aqui  tanto que  a folha dessa árvore estampa a bandeira do Canadá. A seiva do Maple era extraída inicialmente pelos primeiros povos que habitavam essa região e foi incorporada pelos europeus que aqui chegaram, estes refinaram e aperfeiçoaram o produto. Hoje em dia o maior produtor de Maple Syrup no Canadá é a provincia de Quebec. O Maple Syrup é usado na preparação de doces, pratos salgados, carne, defumados, enfim, em  quase tudo. O xarope puro é muito comum no acompanhamento de panquecas (wafles) no café da manhã, tem sorvete, bolo, bebida alcoólica, ou seja, é uma verdadeira paixão nacional.

maplesyrup

Tim Houtons – é uma rede de cafés que é febre nacional, quase toda esquina tem um!!! Acho que deve ter até mais que Starbucks… É quase impossível encontrar um canadense sem um copo de café na mão, e mais impossível ainda esse café não ser do Tim Hortons! Sim eles amam o Tim Hortons! Meus professores na escola de Inglês sempre chegavam de manhã com um copinho de café do Tim Hortons e seus deliciosos donuts.

Tim hortons

Nanaimo Bars – é a sobremesa preferida dos Canadenses e, confesso que eu também ADORO! É um doce em 3 barras sendo a base de uma camada mais crocante, um creme branco na segunda camada e chocolate na terceira! Aconselho vocês a provar essa iguaria, é divina e super fácil de achar por aqui.

Nanaimo-Bar

Beaver Tails – na tradução literal o nome pode parecer estranho e a única semelhança com um rabo de castor é o formato, o Beaver Tails é um doce feito com uma massa frita e é rechado com cremes de vários sabores. A rede nasceu em Ontário em 1978 e hoje é super famosa por aqui, ah sem contar que é uma delícia.

Beaver Tails

Butter Tart – é uma tortinha bem tradicional nas famílias canadenses, sabe aqueles receitas que vão passando de mãe para filha?! É uma combinação de manteiga, açúcar, pecans, ovos… é uma delícia…yumy yumy…

ButterTarts

Não deixe de experimentar quando estiver por aqui, isso vai deixar o seu intercâmbio muito mais saboroso e não tem nada mais gostoso do que depois lembrar de um lugar não somente pelas lindas paisagens, mas também pelos seu sabores!

Photo Profile (1)Carina Barros, trocou a  caótica São Paulo pela qualidade de vida de Vancouver em 2012, quando não está louca por conta das provas e trabalhos da faculdade, ela se dedica ao que mais ama,  viajar, explorar Vancouver e arredores e claro compartilhar suas experiências em seu blog pessoal o www.outsidebrazil.com.

MOA12

Museum of Anthropology MOA

Museum of Anthropology MOA

Por Carina Barros

Fotos: Gabriel Barros

O MOA (Museum of Anthropology) fica localizado no complexo da Universidade UBC (University of British Columbia) e reúne uma coleção incrível de itens que contam a história das First Nations, os primeiros povos da América do Norte, e mais precisamente as primeiras civilizações que habitaram o Canada. O MOA também reúne várias exposições ao longo do ano e mais de 38 mil objetos étnicos vindos de todas as partes do mundo e em torno de 535 mil objetos arqueológicos. Outro grando plus que o MOA tem é a sua bela arquetetura!

O grande destaque do museu é sem dúvida a escultura The Raven and the Fisrt Man, que expressa a lenda da civilização Haida sobre a criação do homem.

MOA1

 

Outro destaque são os fragmentos de Totens também da civilização Haida e de outras que habitavam essa região.

MOA2

MOA3

 

 

 

 

 

 

MOA4

 

MOA5

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O acervo reune peças do final do século XIX e XX assim como peças contemporâneas, contendo também itens de civilizações Chinesas, africanas, da Oceania e  América do Sul.

MOA6

MOA7

 

 

 

 

 

 

 

 

MOA8

MOA9

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O “Museum of Anthropology”  de Vancouver é um importante ponto turístico e é uma visita que vale muito à pena fazer durante a sua passagem pela cidade. É um lugar onde você pode encontrar História, conhecimento e muita cultura, sendo também um pólo de estudos e pesquisas,  pois reúne muitos estudiosos , pesquisadores e curiosos. Seu acervo é muito rico e visualmente impressionante.  o Museu também contém uma pequena amostra de cerâmicas da Europa, cerca de 600 peças que traduzem um pouco dos costumes das famílias européias dos séculos XIX.

MOA10

MOA11

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Informações:

End: 6393 NW Marine Drive, Vancouver

Tickets
Adultos: $16.75
Estudantes & Idosos 65+ :$14.50
Familia: $44.75
De terça-feira entre 5-9pm o valor é de $9
Children 6 and under: Free

Profile

Photo Profile (1)Carina Barros, trocou a  caótica São Paulo pela qualidade de vida de Vancouver em 2012, quando não está louca por conta das provas e trabalhos da faculdade, ela se dedica ao que mais ama,  viajar, explorar Vancouver e arredores e claro compartilhar suas experiências em seu blog pessoal o www.outsidebrazil.com.

Aqua8

Vancouver Aquarium

Vancouver Aquarium

Aquaqq

Aqua12

 

 

 

 

 

 

 

Por Carina Barros                             Fotos: Gabriel Barros

O aquário de Vancouver abrange uma área de cerca de 9 mil metros quadrados e um total de 9,5 milhões de litros de água, cerca de 70 mil animais divididos em 6 mil espécies (Fonte: Wikipédia).

O Vancouver Aquarium é o maior do Canadá, e é também o maior em preservação e educação marinha, além é claro de ser uma das atações mais popular de Vancouver! Mas não são somente os números desse aquário que impressionam, mas também sua beleza e variedade de espécies que nele contém. Não é atoa que ele já atraiu cerca de 35 milhões de visitantes desde a sua inauguração.

O aquário é dividido em galerias sendo:

Pacific Canada Pavilion – consiste em um tanque de 260 mil litros bem na entrada, onde são exibidos peixes e invertebrados do Estreito de Georgia.

Aqua8

Canada’s Arctic – possui todo um conteúdo interativo com informações sobre o polo norte  e essa galeria inclui também o tanque de baleias da espécie Beluga.

Aqua15

 

Penguin Point – ambiente inspirado em Boulders Beach que possui pinguins africanos.

The Wild Coast – essa galeria é ao ar livre e possui várias piscinas contendo golfinhos, lontras marinhas e várias outras espécies de focas, leão marinho entre outros.

Aqua16

Aqua14

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Treasures of BC Coast – contém uma série de exposições diferentes que simulam os diversos ambientes aquáticos na costa de BC contendo espécies de  polvos, estrelas do mar, ouriços do mar e anêmonas e outros.

Aqua10

Aqua5

 

 

 

 

 

 

 

Aqua6

Aqua1

 

 

 

 

 

 

 

Tropic Zone –  esta galeria contém uma grande exibição de peixes tropicais e outros animais, incluindo tubarões galha-preta e uma tartaruga do mar verde chamado Schoona.

Amazon Rainflorest – exibe uma grande quantidade de peixes de água doce, cobras, jacarés, preguiças, pássaros e outras criaturas da Amazônia.

Informações: Ingressos: CAD 29,00 adultos, CAD 20,00 estudantes e idosos, CAD 15,00 crianças de 4 a 12 anos, e até 3 anos não paga.

Aberto todos os dias das 9:00 am até as 5:00 pm  tendo horários diferenciados no verão.

Para maiores informações acesse : http://www.vanaqua.org/visit/hours

Endereço: 845 Avison Way, Vancouver, BC  V6G 3E2

 

Profile

Photo Profile (1)Carina Barros, trocou a  caótica São Paulo pela qualidade de vida de Vancouver em 2012. Quando não está louca por conta das provas e trabalhos da faculdade, ela se dedica ao que mais ama,  viajar, explorar Vancouver e arredores e claro compartilhar suas experiências em seu blog pessoal o www.outsidebrazil.com .

11411997_xl

Arrumando as malas para o seu intercâmbio em Vancouver

Arrumando as malas para o seu intercâmbio em Vancouver

Por: Carina Barros

Fotos: Gabriel Barros

Está tudo certo para o seu tão sonhado intercâmbio, passagens em mãos, matrícula da escola ok…aí você para e pensa: E as malas???? Acho que isso foi umas das coisas com a qual mais me preocupei antes da minha viagem para Vancouver. Como arrumar a minha mala? O que colocar nela para enfrentar o inverno? Quão frio é Vancouver? Por mais que a gente tenha uma noção do tempo, de que aqui chove ou do calor que faz no verão, é realmente muito difícil saber como arrumar a mala adequadamente.

Pra comerçar, o Canadá tem 4 estações bem definidas, coisa que não temos no Brasil. Isso já é muito legal porque dependendo dá época do ano que você vier já tem como planejar bem de acordo com as caracteristicas de cada estação. Por exemplo: se vier na primareva não precisará trazer casacões de inverno, porque diferente do Brasil aqui não irá cair a temperatura drásticamente de uma hora para outra. Aqui temos Inverno, Primavera, Verão e Outono, não somente no calendário, é bem diferente pra nós vermos a paisagem mudar! Eu sempre me encanto com essa mudança!

Então vamos ao que interessa:

Foto 2_Inverno_whitler

Inverno (Dez/Jan/Fev) – Só pra esclarecer: O inverno de Vancouver é bem diferente do resto do Canadá! Essa estação é relativamente “quente” aqui, as temperaturas variam de 5 graus com picos de frio que vai de -2 à -5. Os dias de frio extremo não são tantos, nesse inverno teve somente uma semana com frio de -5 e com sensação de -10. E pasmem não tivemos snowfall (Tempestade de neve), tanto que estações de ski fecharam antes do inverno acabar. Mas… em compesação, chove muito aqui em Vancouver e nossos invernos são cinzentos e chuvosos, então opte por itens à prova d’água (waterproof). Então se quiser ver neve nessa estação, aconselho a visitar Whistler!

Arrumando a mala:

Casaco/Jaqueta waterproof :  indico os da marca North Place ou Columbia, são caros mas são um excelente investimento! Eles tem uns casacos/jaquetas que são 3 em 1 – protege da água, do vento e do frio. Aqui o costume é investir em um BOM casaco/jaqueta e usar somente ela durante todo o inverno, variando somente a roupa que vai por baixo. Nós brasileiro temos o costume de usar umas 5 blusas, 3 calças, 2 meias…. só que quando entramos em algum lugar fechado ficamos suando “que nem tampa de marmita”, e ai vamos tirando todas as blusas. Os lugares fechados aqui são todos climatizados e a temperatura ambiente gira em torno de 25 graus, então, se usarmos apenas uma boa “jaquetona”, não vamos ficar tirando as várias camadas de blusas.

Sapatos:  não tem nada pior do que molhar os pés no inverno!  E como aqui chove muito se dê ao luxo de investir em sapatos waterpoof , uma galocha, tenis à prova d’água ou bota também à prova d’água. As galochas são bem práticas e bem úteis, porém não são muito quentes. As botas são no geral bem quentes e além de waterproof tem algumas revestidas com lã, que são ótimas pra quem sente muito frio nos pés!

*Guarda-chuva – Como já citei antes, aqui chove muito…mas muitoooo mesmo. Então guarda-chuva é indispensável.*

Roupas térmicas: Se você sente muito frio uma boa pedida são meias, calças e blusas térmicas. As calças e blusas são como uma segunda pele que você irá usar por baixo da suas roupas. São muito úteis mesmo e eu não abro mão. Mas, deixe pra comprar aqui pois as que eu comprei no Brasil na Decatlon particularmente não gostei, as daqui esquentam muito mais!

Complementos– Cachecóis (dê preferência para os de lã), luvas, gorros, portetor de orelhas.

 

Foto 4 Primavera

Foto 3_Outono Vancouver

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Primavera (Mar/Abr/May)/ Outono (Sep/Out/Nov) – São as estações mais lindas do ano! Até hoje não consegui decidir qual eu gosto mais, porém, o Outono é sem sombra de dúvidas a mais diferente pra nós brasileiros. Decidi escrever sobre as duas no mesmo tópico porque apesar de elas serem totalmente diferentes com relação a paisagem, as temperaturas são praticamente as mesmas com média de 12 graus e picos de máxima de 17 e mínima de 7. No Outono chove um pouco mais e é bem comum ser muito Foggy (fog) uma espécie de neblina bem densa e baixa.

Arrumando a mala:

Para essas duas estações podemos usar as mesmas roupas que usamos no Brasil no nosso inverno.

Jaquetas e casacos : não são tão pesados quanto os do inverno, eu costumo usar muito uma jaqueta tipo aquela básica da Levis e uma blusa de lã ou cacharrel por baixo.

Sapatos: as tipo galochas serão bem úteis, as botas comuns não precisam de revestimento térmico por dentro, e tenis waterproof, porque nas montanhas é povável que tenha neve, ou para as atividades outdoor que são muito praticadas nessa época.

Complementos: os cachecóis são mais leves e mais coloridos, eu os acho indispensáveis porque aqui venta bastante e a noite sempre é mais friozinho, então eu não consigo abrir mão.

 

Foto 6 Verão

Foto 5_ Verão

 

 

 

 

 

 

 

Verão (Jun/Jul/Ago): Nossos verões quentes, não tanto quanto no Brasil, porém são muito agradáveis, a média de temperatura é de 25 graus com máximas de 31 e mínimas de 20. Não chove muito e os dias são longos, o sunset é por volta de 10 horas da noite! Dá pra imaginar isso?!  Você tem muito sol pra aproveitar muito e Vancouver e região são excelentes para várias atividades na água, montanha, sobre rodas, corrida, vôo, enfim…o que a sua imaginação permitir!

Arrumando a mala:

Shorts, saias, bermudas, abuse nas regatas, roupas de esportes em geral, vestidos, tenis, chinelos Havaianas, bikini e protetor solar.

Nada muito diferente do que já estamos acostumados, porque ao contrário do que muitos pensam, aqui também faz calor!

É isso ai pessoal, espero que essas dicas ajudem vocês um pouquinho na hora de arrumar as malas.

 

Profile

Photo Profile (1)

Carina Barros, trocou a  caótica São Paulo pela qualidade de vida de Vancouver em 2012. Quando não está louca por conta das provas e trabalhos da faculdade, ela se dedica ao que mais ama,  viajar, explorer Vancouver e arredores e claro compartilhar suas experiências em seu blog pessoal o www.outsidebrazil.com não deixe de conhecer acessar o blog tem dicas Valiosas sobre Vancouver.

11092568_688633954581358_512576085_n

Student appreciation day! – Whistler trip by Marcus Tullius.

Como agradecimento, premiamos alguns de nossos alunos com viagens para Whistler, Rocky Mountains e Victoria pela ClubESL.

Um dos sortudos foi o Marcus Tullius!

20150310_155043

 

 

Ele foi presenteado com uma viagem para Whistler e topou dividir um pouquinho dessa experiência!

Obrigada Marcus!

11092568_688633954581358_512576085_n

“Olá, meu nome é Marcus Tullius, tenho 26 anos, Pernambucano, intercambista na cidade de Vancouver, Canada. Esses dias tive o prazer de conhecer um lugar incrível, chamado Whistler, entre as diversas opções de lazer do lugar, gostaria de destacar o passeio de gondola, que nos leva até o PEAK 2 PEAK. Lá do alto a paisagem é incrivelmente linda, o que transmite um ar de paz e tranquilidade, a temperatura é uma diversão à parte pra quem está acostumado ao forte calor da capital Pernambucana. Segue meu agradecimento Karina Uvanu Intercâmbio, por ajudar na realização dessa nova experiência. Obrigado!”

Spring 3

A Primavera em Vancouver

A Primavera em Vancouver

Por Carina Barros

É muito fácil notar a passagem do inverno para a primavera. Já no início de março as árvores deixam aquele aspecto seco e sem vida e começam a sinalizar com os primeiros brotinhos. Porém, esse ano fomos surpreendidos porque a Primavera chegou mais cedo, e em Fevereiro já fomos presenteados com as primeiras floradas de Cherry Blossoms da temporada…mais lindas que nunca!!!!

Spring1Spring2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nessa estação uma explosão de cores toma conta de toda a cidade, o clima muda e os dias chuvosos de Vancouver vão dando espaço a dias cada vez mais ensolarados e quentes, a cidade toda fica com uma atmosfera muito mais animada.

Spring8

Os milhares de parques que Vancouver possui ficam repletos de crianças brincando, pais socializando com outros pais, pessoas se exercitando e/ou passeando com seus cachorros, etc… Sem contar os canteiros coloridos  cheios de Tulipas, Azaléias, Violetas entre outras flores, e claro, não tem como não falar das Cherry Blossoms (Cerejeira), pois, a cidade toda é cheia delas.

Spring7Spring6

 

 

 

 

 

 

 

 

A sensação que temos é que depois de um inverno escuro, chuvoso e sem vida a natureza nos presenteia com esse espetáculo de cores e vida.

 

Spring9

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Profile

Photo Profile (1)

Carina Barros, trocou a  caótica São Paulo pela qualidade de vida de Vancouver em 2012, quando não está louca por conta das provas e trabalhos da faculdade, ela se dedica ao que mais ama,  viajar, explorar Vancouver e arredores e claro compartilhar suas experiências em seu blog pessoal o www.outsidebrazil.com.